"Reza quem é de rezar, brinca aquele que é de brincadeira
Quem é de paz pode se aproximar (...)"

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Nossa aula matinal. Preparação para VIVÊNCIAS PERIFÉRICAS.



E. M. Profa Catharina da Silveira Cordeiro 
Alun@s do 1° ao 5° ano
Projeto pedagógico 
Professora Marcia Fonseca 
RITMOS PERCUSSIVOS E DANÇA
GRIOT Construindo saberes
Jun/2016

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

VIVÊNCIAS PERIFÉRICAS MOSTRA DE CULTURA DE PERIFERIA

Imagens: Rackel Vianna 

VIVÊNCIAS PERIFÉRICAS Mostra de Cultura de periferia, encontros e reencontros, lugar que se coloriu. Não me canso de agradecer a tod@s de tudo que passamos juntos durante esses dias de organização, aulas, ensaios, de produção do nosso evento. Rumo ao futuro :D Axé!

PROEDI - PROGRAMA MUNICIPAL DE EDITAIS DE FOMENTO E DIFUSÃO CULTURAL E MARCIA FONSECA

É com alegria e satisfação que convidamos a participar do evento “VIVÊNCIAS PERIFÉRICAS” MOSTRA DE CULTURA DE PERIFERIA. O projeto consiste em mostra de artistas oriundos da periferia de Cabo frio, mais convidados de outras comunidades periféricas, apresentações e oficinas de Jongo,Capoeira, outros batuques, Hip hop - graffiti, rapper; Funk - Passinho; Skate; literatura com foco na estética afro-brasileira. O objetivo é inserir e dar visibilidade a cultura produzida na periferia, contribuindo para a circulação de bens culturais fora do circuito urbano tradicional. 



LOCAL: E. M. Profª Catharina da Silveira Cordeiro. 
Rua Dr. Cardoso da Fonseca s/nº. Monte Alegre. Cabo Frio, RJ.

DATA - HORÁRIO:
15/ 6ª f - 08h às 16h e 16/Sábado - 08h às 12 de julho de 2016

CONTATOS:
22 99953.1204/ 99226.0365
griot_culturapopular@hotmail.com

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Oficina em Roda GRIOT na Feira Agroecológica (Museu de arte religiosa e tradicional)

Dia 24/09/2016 - de 15 às 19h (Cabo Frio, RJ)
Convidando a galera interessada em participar de atividade descontraída, envolvente e rica em saberes populares, ancestrais de matriz africana no Brasil. Nesta 4ª participação na feira propomos a oficina em roda de Jongo, Coco, Ciranda, Maracatu e Capoeira enfatizando aspectos básicos históricos, sociais, da dança/gestual, canto e percussão.
Traga sua alegria, sua saia, seu instrumento e "bandole ole ole" com a gente.
É GRÁTIS!
Foto: Mart Ibram​ - GRIOT cirandando com a povaria na Feira do mês de junho/2016.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Aula de Jongo projeto pedagógico "GRIOT Construindo saberes"

Aula de Jongo projeto pedagógico "GRIOT Construindo saberes". 
Ensaio para o evento VIVÊNCIAS PERIFÉRICAS - Mostra de cultura de periferia
E. M. Profª Catharina da Silveira Cordeiro (jun 2016, Monte Alegre, Cabo Frio, RJ)
Márcia Fonseca PROEDI



quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Estudos GRIOT de PERCUSSÃO em cultura popular de matriz africana para RODAS e CORTEJOS. (Mês de Setembro/2016)

"Labalaba Orun" - Tambores GRIOT

+ SOBRE A OFICINA:
EM 4 AULAS + 1 ENCONTRO EXTRA (completo ou aulas avulsas)

1ª aula (6ª feira 16/09): Maracatu I + Jongo (matriz Jongo da Serrinha RJ)
2ª aula (6ª feira 23/09): Maracatu I + Coco de umbigada + Jongo (matriz Jongo da Serrinha RJ)
3ª aula (6ª feira 30/09): Maracatu I + Coco de umbigada + Ciranda (pernambucana) + Jongo (matriz Jongo da Serrinha RJ)
4ª aula (6ª feira 07/09): Maracatu I + Coco de umbigada + Ciranda (pernambucana) + Jongo (matriz Jongo da Serrinha RJ)
+ 5º ENCONTRO EXTRA na Praça Porto Rocha (Centro, cabo Frio, 6ª feira 14 de outubro às 19h30m)

. Nos encontros os participantes são convidados a vivenciar, estudar as expressões
pertencentes ao patrimônio nacional, a cultura popular, suas influências africana,
indígena, suas expressões, tais como Jongo, Coco, Samba, Maracatu, Ciranda, Cacuriá,
entre outros batuques, suas variantes, seus fundamentos, ritualística, observando as
questões urbanas, rurais, contemporâneas, tradicionais, os aspectos históricos, sociais e
econômicos.

. Partindo de exercícios de fácil compreensão e tendo o corpo como ferramenta da
construção e percepção corporal, rítmica e sonora.
. INTERCÂMBIO DE SABERES com mestres e agentes culturais.



. Serão vários dias de pesquisa, com o objetivo de culminâncias com rodas, cortejos, Baile afro, onde colocaremos em prática tudo aquilo que aprendemos durante as vivências de EXPRESSÕES/DANÇA e PERCUSSÃO.

+ SOBRE VALORES*
Colaboração MENSAL: R$ 80,00 (no ato da inscrição)
Alun@s do GRIOT**: R$30,00 (mensal)
AULAS AVULSAS: R$ 30,00
ALUN@S DE ESCOLA PÚBLICA DE ENSINO DE CABO FRIO = 50% de desconto nesta atividade.

* Manutenção do local, do grupo e dos instrumentos.
** Alun@s das oficinas de expressões/dança da 3ª Feira CRESPA no local.

CONSULTE DESCONTOS ESPECIAS! Aceitamos ESCAMBO!

DATA, HORA E LOCAL: às SEXTAS-FEIRAS
De 19h30m às 21h30m (duração 2 horas cada encontro).

Casa Carlos Scliar, rua Marechal Floriano, 253 - Canal Boulevard - Orla Scliar. Cabo Frio,
Brasil (ATENÇÃO: a noite a entrada é pela rua de trás rua Major Belegard, 280. Casa Carlos
Scliar - tocar o sino e seja bem vind@).

Público alvo: acima 13 anos.

Em 2016, o GRIOT completa 8 anos, desde 2008 na região dos lagos, com sede em Cabo
Frio, pesquisando, difundindo memórias e contemporaneidades, ações comprometidas
com o anti racismo, o protagonismo, com a identidade e visibilidade cultural
AFROCENTRADA, através das expressões/danças afro-brasileiras, populares e capoeira.

FICHA TÉCNICA
GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras

Márcia Fonseca (CREF 5778-G/RJ) - Direção/responsável técnica
. Extensão em Estudos Africanos e da Diáspora – Universidade do Estado de Santa
Catarina (UDESC – Centro de Educação à Distância), 2013.
. Graduação em Licenciatura em Educação Física – UFRRJ (Universidade Federal Rural do
Rio de Janeiro), 1996.
. Idealizadora, pesquisadora e brincante do GRIOT pesquisa, difusão e memória em
tradições afro-brasileiras, 2007.
. Professora de Educação Física na E. M. Professora Catharina da Silveira Cordeiro
(MonteAlegre, Cabo Frio), efetiva da rede, atuando nas disciplinas dança e ritmos
percussivos (projeto pedagógico com foco na lei 10639/3), desde 2008.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2007.
. Brincante desde 2005.

Andreia Fernandes - Coordenação/produção
. Responsável pelo implementação da lei 10.639/03 na na diretoria de promoção de
políticas públicas de igualdade racial do município de São Pedro da Aldeia (RJ), 2014.
. Formada pela Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), 2006.
. Professora e pesquisadora da área de História.
. Coordenadora das Atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-
brasileiras, desde 2009.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2008.
. Brincante do GRIOT, brincante.

Preparando o terreiro, simbora GRIOT, Labalaba orun, "Céu de borboletas"!
 


Contatos e informações 
Blog do GRIOT
http://coletivogriot.blogspot.com.br/ Página FACEBOOK Email: griot_culturapopular@hotmail.com Telefone: (22) 99953.1204/(22) 99602.1059

COMUNICADO DO SEPE LAGOS E O SINDSAÚDE.

COMUNICADO DO SEPE LAGOS E O SINDSAÚDE.: Jornal do Totonho

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Labalaba Orun - Tambores GRIOT na FEIRA do Mart Ibraml/final da Oficina ...



Salve a povaria! Salve noss@s colaborador@s! Nosso Maracatu nascendo! Labalaba Orun - Tambores GRIOT. 3ª participação do grupo na FEIRA AGROECOLÓGICA do Museu de Arte Religiosa e tradicional, dia 27/08/2016, desta vez  comemorando a conclusão da Oficina de PERCUSSÃO de Maracatu I + Dança realizada toda terça-feira CRESPA na Casa Carlos Scliar, onde o GRIOT realizada atividades regulares 3ªs e 6ªs feiras. Foram 4 aulas e um ótimo resultado revelando potencia. Agradeço de todo coração o empenho de tod@s. Obrigada Alexandre Munrha por ter acreditado no desafio. 
Os estudos continuam... Simbora pra outros povaria, além daqueles já firmados, protagonismo e identidade afro, ativismo anti racismo, através da cultura popular de matriz afro. 
Sejam tod@s vem vind@s ao front.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

PRIMEIRO DIA (02/08) de Oficina de Percussão Maracatu I + Dança opcional "Labalaba orun" Tambores GRIOT - Intercâmbio com Alexandre Munrha (RJ) em Cabo Frio.



PRIMEIRO DIA (02/08) de Oficina de Percussão Maracatu I + Dança opcional "Labalaba orun" Tambores GRIOT - Intercâmbio com Alexandre Munrha (RJ) em Cabo Frio.

Nesses encontros os participantes são convidados a vivenciar, estudar percussão de maracatu de baque virado. Sua expressão e seus fundamentos, ritualística, observando as questões urbanas, rurais, contemporâneas, tradicionais, os aspectos históricos, sociais e econômicos.

DATA, DIA e HORA 
2, 9, 16 e 23 de agosto de 2016 às TERÇAS-FEIRA:
19h15min a 20h45min - DANÇA (opcional)
20h45min a 22h - PERCUSSÃO
+ "AULAS-ENSAIOS" GRÁTIS às 6ªs FEIRAS DURANTE A DURAÇÃO DO MÓDULO I.

LOCAL: CASA CARLOS SCLIAR 
Entrada: Rua Major Belegard, 280 (rua de trás do canal). Tocar o sino e bem vind@s :)
Público: alvo a partir de 13 anos.

Alexandre Munrha (nome artístico)
Teve sua infância nos sambas de quadra e nas rodas de samba. Em 2004 conheceu os blocos afros, capoeira e jongo começando a conhecer mais a fundo os toques afros muito fortes na cidade. E isso foi enriquecendo e ampliando o seu vasto conhecimento no mundo da percussão popular.
E la se vão 22 anos de amor ah música e a percussão como um todo, abaixo alguns trabalhos realizados:
Percussionista do Grupo Jongo da Lapa.
Teve participação como Percussionista do Grupo de Dança e Expressão Corporal da Faculdade Castelo Branco. Tendo como responsável Prof. Ms. Sergio Tavares.
Foi Percussionista e Pesquisador do Grupo de Samba de Roda Reconca-Rio
Assistente da Professora Ms. Thaís Jordão (Unisuam) no Curso de Extensão em Folclore no SESC Madureira (2008).
Diretor de Bateria do G.R.E.S Unidos do Jacarezinho-RJ.
Ritmista da G.R.E.S Império Serrano do nipe de Tamborim.
Faz algumas participações como Percussionista do Grupo de Jongo Tambor de Cumba.
Percussionista e o Ogã do culto afro brasileiro, com conhecimento dos toques de Umbanda e Candomblé para apresentações.
Participa em alguns eventos como Percussionista do Grupo de Danças Populares Dandalua.
Preservação das Danças Folclóricas e Populares Brasileiras, abaixo algumas dessas atividades:
*Jongo * Maculelê com facão e bastões
*Tambor de Crioula * Puxada de Rede
*Samba de Roda * Cacuriá
*Bata do Feijão

FICHA TÉCNICA
GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras
Márcia Fonseca (CREF 5778-G/RJ) - 
Direção/responsável técnica
. Extensão em Estudos Africanos e da Diáspora – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC – Centro de Educação à Distância), 2013.
. Graduação em Licenciatura em Educação Física – UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), 1996.
. Idealizadora, pesquisadora e brincante do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, 2007.
. Professora de Educação Física na E. M. Professora Catharina da Silveira Cordeiro (Monte Alegre, Cabo Frio), efetiva da rede, atuando nas disciplinas dança e ritmos percussivos (projeto pedagógico com foco na lei 10639/3), desde 2008.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2007.
. Brincante GRIOT

Andreia Fernandes - Coordenação/produção
. Responsável pelo implementação da lei 10.639/03 na na diretoria de promoção de políticas públicas de igualdade racial do município de São Pedro da Aldeia (RJ), 2014.
. Formada pela Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), 2006.
. Professora e pesquisadora da área de História.
. Coordenadora das Atividades do GRIOT pesquisa, difusão e memória em tradições afro-brasileiras, desde 2009.
. Ativismo na área de Educação, Produção cultural e Cultura afro-brasileira, desde 2008.
. Brincante do GRIOT.
Wanderson Paes Zambi Senzala
. Professor de capoeira do Grupo Cultural Senzala desde 2007, com núcleo também em São Pedro da Aldeia (RJ).
. Aluno do contra mestre Tattoo, mestre Feijão.
. Praticante desde 2002.

INFORMAÇÕES:
(22) 99223.7499/ 99226.0365 - whatsapp
griot_culturapopular@hotmail.com
Blog do GRIOT: http://coletivogriot.blogspot.com.br/
Parceria:
Casa Carlos Scliar

Realização: 
GRIOT
Pesquisa, difusão e memórias em tradições AFRO