"Reza quem é de rezar, brinca aquele que é de brincadeira
Quem é de paz pode se aproximar (...)"

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Mãe Quelé salve, salve!

Cavucá criola de cavucá
Ô terra que não tem dono
Eu gostá de taratá
Taratá criola de taratá
Terra que tem minhoca
Eu gostá de cavucá


Aos 07 de fevereiro de 1901, nascia em Valença (RJ) Clementina de Jesus, nossa mãe Quelé!


Gostaria de ter visto... porém é como se tivesse estado bem perto dela.. nem sei explicar a emoção que sinto ao escuta-la... me remeto a tempos "que não vivi"... pura inspiração...Tenho verdadeira paixão!


Aos maledicentes do Samba que desconhecem a insigne nobreza existente por trás da história deste RITMO legitimamento brasileiro, é por causa de pessoas como essa mulher incrível que defendo com unhas e dentes este movimento!!!
O samba não é um "ritmozinho",
O Samba não é batucada sem harmonia,
O Samba não é barulho sem nexo,
O Samba é uma ENTIDADE
Com status de LIBERDADE!!!!


N.A.A.S.S
----------------------------------------------------------------
Clementina de Jesus

A Rainha Ginga, Quelé. Duas maneiras de chamar Clementina de Jesus, com a imponência do título de realeza e com a corruptela carinhosa de seu nome. Clementina evocava tais sentimentos aparentemente contraditórios. A ternura e o profundo respeito.

A ternura de negra velha sorridente. Todos com quem se envolvia tinham a compulsão de chamar de Mãe, como a chamavam os músicos do musical Rosa de Ouro.Uma pessoa capaz de interromper um depoimento dado à televisão para discutir sobre o café com a moça que o servia. Um brilho especial nos olhos que cativou desde os mais humildes ao imperador Haile Selassié. Talvez por ter trabalhado tantos anos como empregada doméstica e ter começado a carreira artística aos 63 anos, descoberta pelo poeta Hermínio Bello de Carvalho, nunca tratava de forma diferente devido à posição social.

O respeito ao peso ancestral de sua voz. Uma África que estava diluída em nossa cultura é evocada subitamente na voz e nos cânticos que Clementina aprendeu com sua mãe filha de escravos. Clementina surgiu como o elo perdido entre a moderna cultura negra brasileira e a África Mãe.

Clementina foi causou uma fascinação em boa parte da MPB. Artistas tão diferentes como João Bosco, Milton Nascimento e Alceu Valença fizeram questão de registrar sua voz em seus álbuns. Apesar disto Clementina nunca foi um grande sucesso em vendagem de discos. Talvez por ter gravado quase que somente temas folclóricos, ou por sua voz não obedecer aos padrões estéticos tradicionais. O que realmente impressionava eram suas aparições no palco, onde tinha um contato direto com seu público.

Clementina, mesmo tendo iniciado tardiamente sua vida artística e com uma curta carreira, é sem dúvida uma das mais importantes artistas brasileira. Apesar disto hoje em dia não existe um único de seus discos em catálogo. 

Texto: Samba & Choro
Leia mais em: 
http://camarilhadosquatro.wordpress.com/2008/04/24/clementina-de-jesus-%E2%80%9Ctarata%E2%80%9D-1973-odeon-brasil/

Um comentário:

  1. Fernando Cuiabá-MT25 de junho de 2014 13:18

    qual o nome desta canção da criola de cavuca?

    ResponderExcluir

Obrigada e bons ventos!